sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

Compras de Natal de última hora? Waze sabe os horários com pior trânsito

Compras de Natal de última hora? Waze sabe os horários com pior trânsito                   


                   
                          

               
O mês de dezembro é o mais agitado para o comércio por conta das compras de final de ano e quanto mais próximo do Natal, pior fica o trânsito para chegar às lojas, supermercados e centros comerciais.
Segundo um levantamento do aplicativo Waze, no dia 24 de dezembro do ano passado, o tráfego para destinos comerciais cresceu 45%, enquanto que para supermercados a alta foi de 47%. Já para restaurantes e aeroportos o trânsito subiu 41% e 40%, respectivamente.
O aplicativo também viu um aumento de 98% no tráfego para centros religiosos, como igrejas e templos.

De uma forma geral, quem quiser evitar ficar parado no trânsito deve evitar sair de casa entre 6h e 15h. No caso das lojas, o horário de pico é das 9h às 15h; dos mercados, das 10h às 13h; dos restaurantes, das 11h às 14h; e dos aeroportos, das 6h às 12h. Veja o infográfico:













sábado, 5 de novembro de 2016

Waze como funciona kkkkk

Filmaram o QG do Waze mostrando como tudo é feito internamente e publicaram no Youtube. O vídeo explica como é o mecanismo de pesquisa, cálculo de rotas, alertas/radares, TTS e seus erros de pronúncia... :shock:


quarta-feira, 7 de setembro de 2016

Uber, o caminho da moderna escravidão de taxistas

Essa notícia já tem mais de um ano, porém é a pura realidade, nós taxistas estamos sendo engolidos pelo império capitalista americano que não perdoa nada e ninguém...



“Primeiro, os nazistas prenderam os comunistas, como eu não era comunista, me calei. Depois, eles pegaram os judeus e os sindicalistas, como não era judeu nem sindicalista, não me manifestei. Prenderam os católicos e, como eu era protestante, fiquei calado. Quando vieram me buscar… Não havia ninguém para protestar” (Martin Niemoller).
O que está por traz do aplicativo Uber, criado há cinco anos nos Estados Unidos e que vale mais do que a Petrobrás? Os donos do Uber são a Microsoft e a gigante da mídia indiana, Índia Bennett Coleman & Cia. O Uber foi avaliado por 51 bilhões de dólares, (R$ 178 bilhões de reais). A Petrobras, maior empresa brasileira, vale R$ 140 bilhões de reais.
O Uber é um negócio multimilionário que pretende transformar taxistas do mundo todo em escravos do século 21. Num primeiro momento o Uber, pratica a pirataria, autorizando veículos de particulares a prestarem serviços de transporte de passageiros, em desrespeito a todas as legislações nacionais e municipais, objetivando forçar os taxis a aderirem ao seu sistema.
Como meio de transporte público individual, o Uber se tornou uma multinacional atuando em escala global. A lógica é simples. A média mundial é de um taxi para cada 350 habitantes. Há, portanto, cerca de 20 milhões de taxis no mundo.
Enquanto promove irregularmente o serviço de taxi clandestino, o Uber mira os taxistas. Objetiva ficar com 20 % do faturamento diário deles. Se os 20 milhões de taxistas do mundo, faturam bruto, o equivalente a 500 dólares diários (incluindo combustíveis, manutenção e etc) trabalhando 24 horas, o Uber pretende apropriar-se de 100 dólares de cada taxi, (US$ 200 milhões por dia). No ano são 73 bilhões de dólares, ou R$ 255 bilhões de reais.
O Uber aposta na fraqueza dos governos municipais, na manipulação da opinião pública, através da grande mídia. As reportagens, compradas a preço de ouro, exaltam as vantagens do sistema, fazendo com que milhões de pessoas, iludidas, baixem o aplicativo no celular, passem a utilizá-lo e a defende-lo como o caminho da modernidade sem volta.
Agora são os taxistas que caminham para a escravidão moderna, amanhã serão os donos das pizzarias e, no futuro, quando não houver mais ninguém para protestar, todos nós. Cuidado, como no refrão da canção sertaneja que diz: “O cowboy vai te pegar”





terça-feira, 6 de setembro de 2016

Destruir taxistas tem um objetivo: o carro autônomo


É esse caminho que muitos relutam em acreditar, incluindo os que se dizem parceiros do transporte clandestino. Eles não são parceiros de ninguém. Apenas estão utilizando os motoristas para que colaborem no banco de dados que estão levantando, para brevemente lançar o carro autônomo e dispensá-los de uma forma magnífica. E para os consumidores e políticos que defendem essa concorrência desleal e predatória, esperamos que não fiquem à mercê deles, pois não terão piedade em cobrarem o que querem, já que dominarão o mercado.
E se os que defendem a tal da empresa duvidam do que estamos postando abaixo, que procurem notícias no mundo inteiro que tratam desse assunto. Ou acham que tudo é uma grande mentira? E vamos torcer que a economia melhore, para que arrumem empregos decentes e legais. E também esperamos que, até que tantos desempregados estejam em atividades de acordo com o que gostariam, o parque instalado de táxis e carros particulares utilizados pelo APP não esteja totalmente sucateado, quase impossibilitando a recuperação da imagem que temos de que estamos entre os melhores serviços de táxi do mundo, de acordo com pesquisa realizada pela “hoteis.com” com viajantes que vem à São Paulo.
Fonte:

segunda-feira, 29 de agosto de 2016

Davi X Golias


Você fez o planejamento, está pronto para fazer uma gestão eficiente, tem tudo para dar certo. Mas aí, aparece uma empresa estrangeira no mesmo segmento que o seu. “Normal”, você pensa, “todo mercado tem seus concorrentes”, e você tem toda a razão.
O problema é que, se você vende por 10 reais, o rival vende por 8 reais. Aí, você abaixa para 7 reais e ele muda para 5 reais assim que descobre. Neste exato momento, você já está preparado para colocar 4,90 reais... 
Acontece que, no calor da “batalha”, você acabou esquecendo sua margem de lucro. Por mais que seu concorrente continue baixando, você precisa tomar uma decisão: ou continua baixando o preço do mesmo produto ou para de guerrear. E fica difícil entender como o concorrente vende tão barato e ainda consegue se manter.
“Existem vários jeitos de combater a concorrência, além de baixar o preço. Às vezes, vender muito significa vender errado”
Você já deve ter se perguntado isso quando viu seu concorrente baixando preços sem parar. E essa pergunta tem várias respostas.
Uma das possibilidades é ele estar realmente sacrificando o lucro. Aí, das duas, uma: ele pode estar investindo em uma estratégia agressiva para ganhar mercado ou pode ser alguém que simplesmente quer sempre ganhar no preço sem pensar nas consequências. Aí, você pode ficar com a impressão de que a conta não fecha porque ela não fecha mesmo.
Neste caso, a recomendação dos consultores do Impulso é: dê corda para ele se enforcar. “Uma hora esse cara vai quebrar. E, se você não tomar cuidado e ficar baixando seus preços para acompanhar, você vai junto”
Saiba que simplesmente baixar o preço a torto e a direito nunca é a melhor opção, confira algumas táticas eficientes e menos arriscadas para encarar a concorrência.
Antes de alterar o preço do seu produto, você precisa entender quanto ele te oferece de lucro. O fundamental, aqui, é colocar todos os custos na ponta do lápis.
Talvez você ache que o seu preço está te dando lucro quando, na verdade, você está perdendo dinheiro. Por isso é fundamental colocar na ponta do lápis todos os gastos sobre o seu produto e descobrir qual é a sua margem de lucro. Só assim você consegue mexer nos seus preços com segurança
Há momentos em que reduzir o preço também significa diminuir a qualidade do que você vende. Aí é necessário considerar se vale a pena entrar nessa briga. Afinal, faz sentido cobrar mais por um produto que tenha uma qualidade maior. Mesmo que existam produtos semelhantes ao seu com valor inferior, os produtos mais duráveis, bonitos e eficientes também vão ter seu público. É importante lembrar que você pode adicionar serviços à venda do seu produto (wifi, mimos, cortesia, higiene) para garantir que esse seu preço mais alto envolva uma experiência melhor para o cliente.

fonte: https://www.facebook.com/TaxiemSaoPaulo/?fref=nf

sábado, 6 de agosto de 2016

UBER: As contradições, os sofismas e o cinismo endossados...

TRAVIS KALANICK - UBER CRIADOR

TAMBÉM CONHECIDO COMO:

"Afuleimado", "Amaldiçoado'', "Arrenegado", "Barzabu", "Bicho-Preto", "Bruxo", "Cafuçu", "Canheta", "Capa 
Verde", "Diogo", "Diale","Diá", "Diacho", "Diangas", "Dianho", "Demo", "Satã", "Dedo", "Ele", "Esmolambado", "Excomungado, "Feio", "Feiticeiro", "Ferrabrás", "Futrico", "Gato-Preto", "Imundo", "Inimigo", "Lúcifer", "Mequetrefe", "Mal-Encaracio", "Mofento", "Não-Sei-Que-Diga", "Negrão", "Nojento", "Pé-de-Cabra", "Pé-de-Pato", "Peitica", "Rabudo", "Rapaz", "Sapucaio", "Sarnento", "Tição", "Tisnado", "Tinhoso". 


A VERDADEIRA FACE  DO RATO DE ESGOTO!!!

ASSIM FICA FÁCIL NÉ "OTORIDADES"   

Espero que meus amigos leiam e façam uma análise profunda e compartilhem opiniões. Desculpem, mas não consigo mais ficar calado e ver tanta manipulação sórdida.
Só não tenho certeza se aparecerá no Feed.
Quanto mais pessoas tomarem conhecimento do que acontece será benéfico para todos. Peço que compartilhem.
Todos os links foram recolhidos da internet e reunidos para uma melhor pesquisa e reflexão, pf abram e leiam.
"O Tempo desmascara as aparências, revela a mentira e expõem o caráter"
As contradições, os sofismas e o cinismo endossados...
-'Surpreende no fundador do Uber a capacidade de torcer os argumentos. Os taxistas estão sendo os grandes prejudicados pelo serviço da empresa. Mas, na sua opinião, a situação é muito diferente: “Somos a melhor opção para quem quer ganhar a vida dirigindo carros. A maioria dos que trabalham conosco antes eram taxistas, mas estavam cansados de pagar até 40.000 dólares por ano para ter uma licença e um carro durante um horário fixo. Graças à tecnologia, criamos o posto de trabalho mais flexível do mundo, sem horário e sem chefe”."
- “Uma cidade com o Uber é mais próspera. Desejamos sentar com os prefeitos para ajudá-los a crescer e criar empregos. Não é tão difícil, apenas pedimos que deixem os vizinhos se ajudarem entre si, que deixem para trás leis do passado”.
Para reflexão
"Teorizar sobre uma "sociedade justa" sem qualquer preocupação com as consequências econômicas deve preocupar a todos."- principalmente políticos oportunistas e demagogos, empresários inescrupulosos e sociedade em geral.
Em artigo publicado na Carta Capital assinado por
* Patrick Luiz Sullivan De Oliveira é doutorando em História da Princeton University o último paragrafo diz tudo.
"A ideologia que brota do Silicon Valley apresenta a tecnologia como uma coisa inerentemente positiva ou, na pior das hipóteses, neutra. Mas a tecnologia nunca é imune a dinâmicas de poder. O “progresso” não é alcançado através de inovações tecnológicas, mas sim graças a escolhas políticas de como (e se) incorporaremos essas inovações dentro do nosso complexo mundo social.
Se uma introdução ética de novas tecnologias na sociedade depende de um diálogo democrático, porque ao invés de aceitar o Uber como um fait accompli não considerarmos a ideia de Mike Konczal? Um Fellow no Roosevelt Institute, Konczal sugeriu socializar o aplicativo, lembrando que os populistas americanos criaram cooperativas para lidar com as mudanças tecnológicas no final do século XIX.
Afinal, os motoristas já são donos de quase todo o capital operacional (os seus carros), então porque não distribuir o lucro de maneira comparável? Aí sim, poderíamos dizer que o aplicativo fomenta uma verdadeira economia compartilhada. Mas se o Uber não quer empregar motoristas, que seja então apenas uma provedora de software."
O Uber e o mito da panaceia tecnológica:
http://www.cartacapital.com.br/soci…/uber-taxistas-4216.html
MPF apura denuncia de exploração trabalhista pelo Uber:
http://g1.globo.com/…/associacao-de-motoristas-denuncia-ube…

domingo, 24 de julho de 2016

Esse é o empresário dos novos tempos...

Travis kalanick (Uber criador)

Para quem não sabe, esse é um dos homens mais ricos do mundo atualmente, sua fortuna é baseada principalmente no suor de sangue de vários motoristas espalhados mundo afora, fazer o que não é mesmo, será que ele tá ligando para isso?? Será que ele consegue dormir com a consciência tranquila a noite? Acho que sim, pois é o tipo de pessoa que não tá nem aí pelo seu semelhante, ele tem o lema, quanto mais tem mais quer ter....dim.. dim ..dim ..dim ..dim...

Ele não passa de um adorador deste Capitalismo Selvagem dos dias atuais...

O capitalismo é a exploração do homem pelo homem.

O capitalismo é, do ponto-de-vista de sua prática, bem como da filosofia que o informa, radicalmente anticristão.

O capitalismo utiliza o trabalho humano em seu proveito, mas é incapaz de reverenciá-lo em sua dignidade intrínseca. Se o trabalhador não trabalha, por achar-se doente, torna-se duplamente desprezível: por ser trabalhador, e por não estar trabalhando.

O vício inerente ao capitalismo é a distribuição desigual de benesses.

No sistema do capitalismo selvagem a pobreza absoluta representa o inferno.

Sob o capitalismo o homem explora o homem.

O capitalismo é a crença mais estarrecedora de que o homem mais insignificante dos homens fará, um estrago estarrecedor sobre os seus semelhantes.

O capitalismo desrespeita - e despreza - o trabalho humano, tanto que o explora e coisifica, tornando-o instrumento a serviço da injustiça e da opressão. Se o trabalho é desprezado, o trabalhador também o é.

Os piores inimigos do capitalismo não são os socialistas e comunistas. São os capitalistas que abusam do capitalismo.

Numa sociedade como a nossa, de capitalismo selvagem, em que há um desencontro radical e desapiedado entre os interesses de ricos e pobres, o poder do Estado defende os ricos e oprime os pobres, milimétrica e sistematicamente.

As leis cegas do capitalismo, invisíveis para a maior parte das pessoas, agem sobre os indivíduos sem que este se aperceba. Ele não vê senão um vasto horizonte que lhe parece infinito.

A única maneira de disciplinar o capitalismo é através da luta social.

O Estado brasileiro não existe mais. Nem sequer para manter a lei e a ordem. Ele foi forte quando produziu um capitalismo, porém fraco para combater muitas injustiças quanto aos mais desfavorecidos, ou seja o povo.






Uber, nova tecnologia ou a velha filosofia igualitária?

Em São Paulo, por força de um decreto do Prefeito Fernando Haddad, aplicativos que até então se apresentavam como parceiros dos taxistas anunciaram que vão aceitar em suas plataformas carros particulares para o transporte remunerado de passageiros.
Debates, projetos de lei e matérias na imprensa falam em uma nova tecnologia que veio para ficar, mas não falam o óbvio: como fica toda a estrutura jurídica e técnica de uma profissão quase centenária, a dos taxistas?
Atualmente, essa “tecnologia” está afetando o serviço de táxi. Promove uma concorrência desleal, pois agrega todo e qualquer tipo de carro e motoristas em um único sistema que sempre se regulou, de acordo com as transformações e necessidades da sociedade. Em um futuro próximo, ainda veremos muitas outras profissões, igualmente importantes e respeitadas, serem deformadas e menosprezadas em nome de um avanço tecnológico.
Esse denominado avanço é muito diferente da automação da indústria automobilística da década de 90 e também diferente dos avanços tecnológicos que vemos na medicina, engenharia e nas telecomunicações. A tecnologia desses aplicativos está a serviço de uma filosofia que não agrega nada. Apenas desestrutura a sociedade, pois tem como fundamento a extinção do Estado Legal.
Falta um mês para o início da campanha para prefeitos e vereadores dos mais de cinco mil municípios brasileiros. Muitos desses candidatos argumentarão que os aplicativos vieram para ficar. E, em meio a tantos problemas, um será acompanhado com muita atenção pelos taxistas e todo sistema de transporte.
O que os taxistas de todo Brasil estão enfrentando não é simplesmente uma nova mudança que terão de se adequarem, como já fizeram em outras épocas. Trata-se de uma filosofia, adotada pelo aplicativo Uber, de um marketing agressivo, originado de uma antiga cartilha de um filósofo (Gramsci). Utiliza a estratégia de destruir o opositor, ora divulgando suas falhas, ora aumentando e até criando fatos que denigrem sua imagem.
A maior prova disso é o silêncio comprometedor e por vezes a omissão e até a prevaricação das autoridades do legislativo, executivo e do judiciário, que fingem desconhecer essa nova onda que vem do norte.

Escravidão de volta em pleno século 21...





É mole ou quer mais.........

Realidade de motorista é essa mesmo....Vamos morrer todo mundo junto abraçados..

video
Não é moleza não, essa é a realidade da vida mesmo de um motorista....

quarta-feira, 20 de julho de 2016

Manifesto contra o descaso aos taxistas de Sampa e do Brasil


Meu jeito de manisfestar minha indignação com o descaso de nossas autoridades com relação ao serviço prestado pelos profissionais taxistas aqui em Sampa e em todo o país ...

Coloquei identificação antiga minha de taxista pra visualização do passageiro conforme foto abaixo:



Quando o passageiro me questiona quem é esse na foto?
Aí respondo: Sou eu e digo brincando, veja como tô mal acabado nestes 21 anos de praça, conforme foto abaixo:


Feito isso aí manifesto minha indignação com tudo que vem ocorrendo com nossa categoria, porque o que não falta é história de vida pra contar...

Tenho como provar conforme fotos dessas agendas abaixo que nunca nem férias eu tive em 21 anos de praça, somente 2 vezes em 1997 e 2012 fiquei mais de 20 dias em casa devido acidente de transito em meu táxi....


Resumo: Aí muita gente pensa que a vida de taxista é mil e uma maravilhas....aff...

Só Deus por nós...

Meus carros de praça em 21 anos:

De 1995 a 1997 tive um Fiat Prêmio ano 1992

De 1997 a 2002 tive um Corsa Sedan ano 1997

De 2002 a 2005 tive um Fiat Siena ano 2002

De 2005 a 2008 tive um Fiat Siena ano 2005

De 2008 a 2011 tive um Fiat Siena ano 2008

De 2011 a 2014 tive um Corsa Premium ano 2011

De 2014 até os dias de hoje tenho um Voyage ano 2014

Resumo:

Nesse tempo todo só trabalhei pra trocar de carro para dar o mínimo de conforto para os passageiros...ainda bem que a casa que moro comprei quando fui metalúrgico por 17 anos...

Ou seja... sempre fomos mal visto pela sociedade... porém agora estamos sendo marginalizados pela nossa sociedade e completamente ignorados pelos nossos governantes....pronto falei... desculpa o desabafo galera...😡









segunda-feira, 20 de junho de 2016

Waze vai ajudar motorista a evitar cruzamentos complicados


O Waze vai ajudar os motoristas a evitar rotas que contenham cruzamentos difíceis. O objetivo é minimizar o nível de estresse dos usuários, oferecendo opções mais fáceis.


Uma nova atualização do aplicativo promete criar novas opções de caminho para evitar vias com cruzamento sem semáforos, cruzamentos que ligam mais de duas estradas, grandes rotatórias e locais com visibilidade reduzida. Será possível ainda adicionar manualmente pontos complexos a serem evitados.


Por enquanto, o recurso está disponível apenas em Los Angeles, mas o app garante que a atualização chegará a todos os usuários em breve.

quarta-feira, 18 de maio de 2016

Encontro da comunidade de editores do Waze Rio Grande do Sul

A comunidade gaúcha do Waze fez um encontro estadual o passado 14/15 de maio em Lajeado, RS. O encontro é descrito da seguinte forma pelo seu organizador, o editor e mentor do Waze @mikemachado.


Como fazer para o encontro ser um sucesso? Várias coisas começam a passar pela cabeça:


Será que o pessoal var vir?



Acreditem: Os 11 participantes se deslocaram, juntos, um total de 2506 km!

Mas será que vão curtir o local?

Um ambiente descontraído, no Parque Científico e Tecnológico Tecnovates!

Bah, mas encontro sem brindes, crachá e material local não dá...

Taí o resultado!

O mais importante é a integração... E se o pessoal for tímido e não conversar?


Integração e quebra gelo realizado logo após a abertura do evento!

Seria legal ter um palestrante de peso! Será que conseguimos um estrangeiro do Brasil?



O usuário líder @antigerme mandou muito bem e explicou pra todos vários detalhes da comunidade do waze, desde a sua estrutura até quais as ferramentas usadas no dia a dia pelos champs! Obrigado por aceitar o convite !

E será que os editores locais toparão fazer palestras técnicas?


Várias palestras técnicas da comunidade

Além disto tivemos quiz surpresa, é claro! 

A tarde rendeu tanto, que a empolgação e os debates gerados fizeram com que a programação fosse até às 19h30min... 2h depois do previsto!


Mas vem cá, vai todo mundo dormir cedo?



É nessa hora que os mestres churrasqueiros @marcosdsci, @dud1s e @osmarsci assumiram suas posições!


Em pé: @leodock, @thiagob76, @dud1s, @edulg, @osmarsci, @rcmz71.
Abaixados: @angelo_1903, @ibichet, @marcosdsci e @mikemachado

E a "jantinha" entrou madrugada a dentro!

Pensando bem, um encontro deste porte não precisaria de um pouco de prática?



Das 9h às 11h30min de domingo, fazendo um "mini-raid" em duas das cidades mais importantes do turismo gaúcho!

Quer dizer, foi até às 12h45min, porque o pessoal só parou, relutantemente, porque a fome já estava grande!


Hum... Será que estavam mesmo trabalhando ou ficaram matando tempo?



Taí a prova!

As prefeituras de Gramado e Canela disponibilizaram um material excelente, com diversas informações e mapas das cidades!


Foram atualizadas ruas, verificados locais e inseridos diversos hotéis, restaurantes e pontos turísticos locais!


Cada caso complicado era projetado em grande escala e discutido entre os presentes!


E o trabalho não acabou! Todos os participantes, que abriram mão do fim de semana para aprender ainda mais sobre o mundo das edições, passaram a ter área nessas cidades (sob supervisão  )! Assim o trabalho por lá continuará nos próximos dias!


Mas se já fizemos todo esse trabalho voluntário, que impacta na vida de milhões de usuários, tem algo mais que podemos fazer para ajudar?





Os participantes trouxeram roupas e calçados para doação, que aguardam um destino em breve!


---


Bom pessoal, não tenho palavras para agradecer a parceria deste final de semana! A troca de informações foi demais. Acredito que todos tenham gostado!


Poder reunir editores com experiências diferentes, aprender um monte de macetes e, finalmente, colocar um rosto nas pessoas com quem conversamos só via internet, não tem preço!


Espero que possamos, no futuro, possibilitar novos momentos como esse!


Até porque, é assim, que estaremos...




Parabéns à comunidade gaúcha em particular, e à comunidade brasileira em geral, pela iniciativa. Parabéns especial ao @mikemachado pela organização do evento, de parte do staff do Waze :)

sábado, 16 de abril de 2016

Shaq Attack chega ao Waze! Dirija com a voz do Shaquille O’neal

Não pode ter uma voz maior do que esta. Os playoffs 2016 da NBA estão chegando e por isso temos uma nova voz no Waze que com certeza será uma enterrada. Você é Wazer e fã da NBA? Prepare-se para a voz do Shaquille O’neal!



A ex-estrela da NBA e atual comentarista do programa Inside the NBA do canal TNT lhe ajudará a evitar o trânsito com algumas frases épicas em inglês como “Don’t cause a Shaqcident” e “Police reported ahead. Don’t be Shaqtin a fool!”. Seu trajeto será épico!

A voz em inglês do Shaquille O'Neal estará disponível a partir de hoje, quarta-feira 13 de abril, por tempo limitado.

Para acessar a voz, selecione Menu → Config. → Som → Vozes → Shaquille O'Neal (Android) e Menu → Config. → Idioma da voz (iOS).

domingo, 10 de abril de 2016

Segundo encontro da comunidade de editores Waze Brasil 2016

Foi realizado neste sábado 09.04.16 o segundo encontro de editores Waze Brasil.

Estes encontros da comunidade são super divertidos e tem a presença dos Champs brasileiros junto com a equipe do Waze. Esses encontros tem a finalidade de  tirar dúvidas, dar sugestões, receber notícias do que está na lista de soon do Waze e aumentar a integração da comunidade.

Local e data
9 de Abril no Comfort Hotel Fortaleza

Imagem

quarta-feira, 30 de março de 2016

Novo recurso do Waze ajuda a evitar multas por excesso de velocidade

Recurso mostra ao usuário sua velocidade em tempo real e envia alertas caso ele dirija acima do limite de velocidade da via
O aplicativo Waze lançou nessa terça-feira (29) o recurso “Velocímetro” que mostra ao usuário sua velocidade em tempo real e envia alertas caso ele dirija acima do limite de velocidade da via. A função pode ajudar motoristas a evitarem multas por excesso de velocidade.
Segundo a companhia, a comunidade de editores de mapa do aplicativo conta com mais de 360 mil voluntários espalhados pelo mundo, incluindo dezenas de brasileiros, que ajudam atualizar os mapas e torná-los precisos. 
Por meio de crowdsourcing, a comunidade verifica os limites de velocidade locais, atualizando o caminho conforme mudanças ocorrem.
Para o Waze, o novo recurso auxilia os motoristas e promove uma condução mais segura em estradas novas, desconhecidas, ou em um lugar onde os limites de velocidade mudaram recentemente. A atualização se encontra disponível para Android e iOS.