domingo, 29 de dezembro de 2013

Nudistas se casam na rua e são detidos pela polícia



Dois ativistas adeptos de nudismo geraram polêmica em São Francisco, nos Estados Unidos. Noivo e noiva se casaram na frente da Prefeitura e foi detido pelas autoridades locais.
casamento peladões
Gypsy Taub escolheu vestir apenas um véu para trocar alianças com seu marido, Jaymz Smith, também completamente nu.
Uma banda acompanhou a cerimônia, realizada por outro ativista pelado. Os noivos foram recolhidos por policiais, que os mantiveram dentro de uma van. Os dois foram liberados pouco depois com uma notificação policial.
casamento bizarro
Fonte: AP
Como ganhar dinheiro na Internet

domingo, 22 de dezembro de 2013

Ministério Público pede veto a táxis em corredores de ônibus e ameaça com ação civil

Taxistas protestam contra possível proibição dos táxis nos corredores (Foto: Helvio Romero/Estadão Conteúdo)Taxistas protestam contra possível proibição dos táxis nos corredores (Foto: Helvio Romero/Estadão Conteúdo)

O promotor Maurício Antônio Ribeiro Lopes disse nesta terça-feira (17) que vai enviar recomendação para que a Prefeitura de São Paulo revogue a permissão para que táxis circulem por corredores de ônibus.
Caso a administração pública não determine o veto em até 45 dias, o promotor afirma que vai entrar com uma ação civil pública para buscar na Justiça a proibição da circulação de táxis em vias exclusivas para ônibus. A cidade tem atualmente 34 mil taxistas.
A decisão do MP foi tomada após avaliar um estudo feito pela administração municipal que aponta que apenas os ônibus devem trafegar no corredor, e que a presença dos táxis diminui a velocidade dos coletivos. O estudo tinha sido solicitado pelo Ministério Público. Atualmente, os táxis podem usar essas vias exclusivas quando têm passageiros e fogem, assim, dos engarrafamentos das faixas ocupadas pelos demais veículos.
O secretário municipal de Transportes, Jilmar Tatto, afirma que o estudo constatou que a velocidade do ônibus é limitada em 25,5% no sentido bairro-Centro e 31,6% no sentido Centro-bairro. “Se constatou o que é olhos vistos. Tudo que entra no corredor atrapalha o ônibus. A gente só não sabia o quanto. E verificamos que 1% dos usuários de carro atrapalham 99% dos usuários do transporte coletivo”, afirmou.
A velocidade média nos corredores hoje é de 16 km/h. A meta é chegar a 25 km/h. Tatto afirmou ainda que o fato de o motorista entrar e sair do corredor com frequência atrapalha também os demais usuários de carro. Ele afirmou que há ocasiões em que o táxi deixa o corredor, à esquerda, e tenta chegar rapidamente à faixa da direita para pegar um passageiro ou fazer uma conversão.
O promotor Maurício Antônio Ribeiro Lopes afirmou que o compromisso do Ministério Público de São Paulo “é com a população que usa ônibus”. O promotor citou uma pesquisa divulgada pelo Ibope em setembro que mostrou que o paulistano leva em média duas horas e 15 minutos para se locomover em São Paulo diariamente.
“Isso ao longo de uma vida produtiva faz com que um paulistano médio gaste 4 anos da sua vida em transporte. Se nós temos uma economia de 25% com os corredores exclusivos para os ônibus, estamos devolvendo a essas pessoas um ano de vida”, disse. Ele afirmou ainda que pretender entrar com ações caso sindicatos de taxistas façam manifestações parando seus veículos nas avenidas de São Paulo.
Na manhã desta segunda-feira (16), taxistas fecharam vias e interromperam o trânsito no Viaduto do Chá, em frente à sede da administração municipal. O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, disse na ocasião que a Prefeitura fará uma reunião em janeiro para discutir a possível proibição a taxistas de usarem os corredores de ônibus mesmo quando estiverem transportando passageiros.
Os corredores são as faixas voltadas a ônibus que ficam à esquerda de algumas avenidas da cidade, como Santo Amaro, Rebouças e Nove de Julho. São nove corredores na cidade, totalizando 101 km. O motorista que transita pela faixa à esquerda nos horários proibidos comete uma infração grave, passível de cinco pontos na carteira e multa de R$ 127,69.
Atualmente, os taxistas podem usar os corredores de ônibus em qualquer dia e horário desde que estejam com passageiros. Veiculos particulares só podem usar os corredores em parte dos fins de semana.
Protesto
O presidente dos Sindicatos dos Taxistas Autônomos de São Paulo, Natalício Bezerra Silva, afirmou na semana passada que a presença dos táxis nos corredores de ônibus "é necessária" para a fluidez do trânsito na capital paulista. "O trânsito é uma necessidade para a fluidez. Muita gente decidiu não sair mais de carro e ir trabalhar de táxi", diz Silva.
Natalício afirmou que recebeu a vistita de vários taxistas durante esta quarta-feira para discutir o tema e que a categoria vai se mobilizar caso a Prefeitura de São Paulo realmente se mostre inclinada a proibir a presença dos táxis nos corredores. Ele defendeu que é questão de "bom senso" não restringir o trabalho dos taxistas e criticou ainda a forma como as faixas exclusivas foram implantadas pela gestão Haddad. "A Prefeitura fez faixas de forma aleatória, sem estudos", disse.
MINHA OPINIÃO:
Utilizo o corredor Consolação/Rebouças de ônibus desde sua criação;  + ou - 70% das minha corridas é feita por este corredor. Trabalho das 6 da manhã até as 6 da tarde e vou ser sincero as vezes tenho que acelerar no corredor pois os motoristas de ônibus chegam a dar farol alto para eu andar mais rápido no corredor, por isso não entendo este cálculo  de velocidade média feita pelas  "autoridades  de trânsito".
Vou dar uma dica para este "promotor" que quer proibir os táxis no corredor de ônibus; venha dirigir meu táxi por 2 semanas utilizando os corredores de ônibus da cidade para ver se voçê não repensa sua opinião.

Como ganhar dinheiro na Internet

domingo, 15 de dezembro de 2013

São Paulo poderá ter táxi compartilhado como opção de transporte público

Passageiros poderão compartilhar táxis em trechos pré - determinados.
Passageiros poderão compartilhar táxis em trechos pré-determinados Foto: Eco Desenvolvimento
A Câmara Municipal de São Paulo aprovou, nesta quinta-feira, o projeto de lei que cria o Sistema de Táxi Compartilhado na capital paulista como alternativa ao táxi comum. O projeto, de autoria dos vereadores Ricardo Young (PPS) e Laércio Benko (PHS), prevê um cadastramento prévio de motoristas interessados no serviço de táxi coletivo.
Os carros circularão com no mínimo dois passageiros e no máximo a capacidade do registro do veículo, diz o projeto. A principal justificativa dada pelos autores é a possibilidade de redução de veículos nas ruas da cidade, colaborando para a diminuição dos congestionamentos.
"Já que circulam nos corredores de ônibus, os táxis devem ser melhor aproveitados, com custo mais baixo para a população", defende o autor do projeto. A ideia do Táxi Compartilhado é que os carros se cadastrem para complementar as linhas de ônibus e metrôs, auxiliando na diminuição do fluxo delas. 
Os trajetos serão pré-definidos e feitos próximos a terminais de ônibus, estações de metrô e locais de grande circulação, como shoppings centers. Com uma tarifa definida por percurso, quem usar o Táxi Compartilhado poderá "rachar" a cobrança com os outros passageiros. A conta é simples: quanto mais gente no carro, menor o custo para cada passageiro e menos carros estarão nas ruas carregando apenas uma pessoa.
Para Young, a promoção do Táxi Compartilhado como política pública significa oferecer uma alternativa para os causadores do congestionamento, que são os motoristas de carro. O projeto será analisado mais uma vez antes de seguir para a sanção do prefeito Fernando Haddad (PT).
Como ganhar dinheiro na Internet

domingo, 8 de dezembro de 2013

Sul-coreana fica dois anos sem tirar maquiagem e aparenta o dobro da idade.



Bae Dal-mi, de 20 anos, começou a usar maquiagem aos 14
Bae Dal-mi, de 20 anos, começou a usar maquiagem aos 14 Foto: Reprodução / Over Logging

Luã Marinatto - Expresso
Tamanho do texto A A A
Que mulher, após chegar um pouco mais cansada em casa, nunca deixou para tirar a maquiagem apenas no dia seguinte? Só que, de acordo com os médicos, até mesmo este ato pode fazer mal para a pele. O que dizer, então, da sul-coreana Bae Dal-mi, que passou dois anos inteirinhos maquiada em tempo integral? E a moça, de 20 anos, ainda aplicava camadas sobre camadas de cosméticos.


A sul-coreana foi convencida pela mãe a participar de um programa de TV
A sul-coreana foi convencida pela mãe a participar de um programa de TV Foto: Reprodução / Over Logging

Bae Dal-mi começou a usar maquiagem aos 14 anos. Ela gostou tanto do efeito em seu rosto que os produtos de beleza, aliados a um espelhinho, viraram seus amigos inseparáveis. "Eu queria ter uma aparência perfeita o tempo todo", explica ela, que sonha em fazer cirurgias plásticas em dez lugares diferentes de seu corpo.


Na atração, os médicos convenceram Bae a tirar a maquiagem e disseram que a pele da moça aparentava o dobro de sua idade
Na atração, os médicos convenceram Bae a tirar a maquiagem e disseram que a pele da moça aparentava o dobro de sua idade Foto: Reprodução / Over Logging

A situação chegou a um ponto tão crítico que a mãe da sul-coreana pediu socorro a um conhecido programa de televisão do país asiático. Durante a atração, um dermatologista conseguiu convencer Bae a retirar os cosméticos. Em seguida, um exame detalhado mostrou que, a julgar pela qualidade de sua pele, a moça aparentava ter o dobro de idade.

Como ganhar dinheiro na Internet

domingo, 1 de dezembro de 2013

Palhaços estão assombrando cidade dos Estados Unidos


Palhaço assusta cidade dos Estados Unidos
Palhaço assusta cidade dos Estados Unidos Foto: Foto ilustrativa
Expresso
Tamanho do texto A A A
A polícia pediu aos moradores da cidade de Norfolk, no estado da Virgínia, nos Estados Unidos, para “ignorar os palhaços que estariam perseguindo as pessoas”.
A Polícia local disse que alguém em roupa de palhaço, com terno e cabelo vermelhos, foi flagrado andando pelas ruas.
Na dia seguinte ao primeiro aparecimento , outros dois palhaços foram vistos perto de um parque de skate da cidade.
Em ambos os casos, as pessoas disseram estar sendo perseguidas pelos palhaços. Apesar disso, ninguém foi ferido ou assaltado por eles até agora.
O superintendente da polícia local, Carl Edwards, disse haverá patrulhamento nas áreas onde os “suspeitos” foram vistos.
Ele acrescentou que quem está por trás das aparições quer chocar as pessoas, e também está em busca de atenção.
Seja como for, estes palhaços não estão fazendo ninguém rir em Norfolk.