quinta-feira, 26 de março de 2015

Waze novos doces de Páscoa

Surpresas no mapa estão de volta nesta Páscoa




O tempo passou e a Páscoa já está chegando. Achamos que não há melhor
 maneira de comemorar do que com o bom e velho jogo Encontre os Ovos
 de Páscoa. Por esta razão a partir de 26 de Março até 5 de Abril
 você verá Ovos de Páscoa no mapa! Cada ovo valerá 3 pontos.

Para “abocanhar” esse bonus, basta dirigir sobre o mesmo enquanto
 estiver usando o Waze.

Você pode ver quantos pontos acumulou tocando sobre Menu >
 Meu Waze > Meu Placar.

Claro que se você preferir não ver os Ovos de Páscoa é possível
 desativá-los indo a Configurações > Conf. de exibição > Mostrar
 no mapa > Doces nas vias (desativar).

Esperamos que estes add-ons Wazeys traga um pouco da
 alegria deste feriado enquanto você estiver no trânsito!

Boas festas Wazers!

Pin no Waze leva 8,6 mil pessoas a Ben & Jerry’s

Sorveteria cria ação interativa em parceria com aplicativo para divulgar a primeira loja no país. Iniciativa levou os consumidores para a unidade na Rua Oscar Freire, em São Paulo

A empresa de sorvetes Ben & Jerry´s investiu no digital para anunciar sua chegada ao Brasil. A marca usou o aplicativo Waze como mídia para se apresentar ao mercado nacional e atrair os consumidores para o nova loja. Para divulgar o espaço, um Pin foi criado para marcar a localização da loja no mapa do Waze e um Rich Takeover que impulsionou os clientes a dirigir até a Rua Oscar Freire, onde foi aberta a sorveteria, com a rota oferecida pelo Waze. 
A ação aconteceu logo após a inauguração da unidade, durante 21 dias de outubro. O resultado contribuiu para a forte repercussão da loja nos Jardins, em São Paulo, que durante vários dias abriu com filas na porta. A campanha foi comercializada pela IMS Internet Media Services (IMS) - parceira comercial do Waze -, e direcionou mais de 8,6 mil pessoas à loja. O CTR de navegação - cálculo que mensura o número de pessoas que saíram de suas rotas e foram até o destino proposto - foi de 3,65%.
O uso de geolocalização, ferramentas de busca e envio de mensagens disponíveis no Waze, permitem interação entre consumidores e marcas, que podem oferecer ofertas customizadas para os motoristas que estão passando perto de seus negócios.

domingo, 22 de março de 2015

Mulher põe casa à venda na Internet e se oferece como ‘brinde’



Casa está realmente à venda por R$ 250 mil. Com dificuldades de encontrar um marido, Wina Lia quer encontrar um homem sério, disposto a se casar

Com dificuldades de encontrar um marido, uma mulher de 40 anos decidiu apostar em uma forma curiosa na tentativa de achar um pretendente. Wina Lia publicou um anúncio em que coloca a casa à venda e se oferece como “noiva” do futuro comprador.
Lia publicou o anúncio no site Rumahdijual.com. Em entrevista à imprensa local, ela admitiu que está à procura de um companheiro. Ela destacou que só quer encontrar um homem sério que esteja disposto a se casar com ela.
A casa de 523 metros quadrados fica em Yogyakarta, na ilha de Java, na Indonésia, e foi colocada à venda por 999 milhões de rúpias indonésias (aproximadamente R$ 250 mil).
casa a venda - desesperada

domingo, 15 de março de 2015

Foto tirada na Austrália mostraria fantasma de menina morta há cem anos

A foto mostra duas mulheres e três crianças na água, e o que seria o fantasma de uma menina morta em 1915
A foto mostra duas mulheres e três crianças na água, e o que seria o fantasma de uma menina morta em 1915 Foto: Reprodução do Facebook
Extra
Tamanho do texto A A A
Uma fotografia tirada no ano passado está quebrando a cabeça de caçadores de fantasmas na Austrália. A imagem mostra três crianças e duas mulheres na água na cidade de Helidon, no estado de Queensland, e uma figura branca entre elas. O fantasma seria de Doreen O'Sullivan, de 13 anos, que se afogou naquele ponto exato em 1915.
No detalhe, o que seria o fantasma de Doreen O'Sullivan
No detalhe, o que seria o fantasma de Doreen O'Sullivan Foto: Reprodução do Facebook
Uma das mulheres da foto, Jessie Lu, contou ao “7 News”, da Austrália, que enviou a foto para a página do Facebook “Toowoomba Ghost Chasers”, que reúne “especialistas” em imagens desse tipo. Segundo a mulher, só as pessoas da foto, além de outros dois adultos, estavam no local onde a foto foi registrada, em 2014. “Quando tiramos a foto não tinha nada entre nós. Tinham apenas três crianças lá naquele dia. Dois adultos na água, e dois adultos num banco”, explicou ao jornal.
A morte de Doreen teria sido relatada por um jornal local em 1915, e uma cova de uma menina de 13 anos de idade, com o mesmo nome, foi encontrada na cidade.

sexta-feira, 13 de março de 2015

Coxinhas Vs Petralhas: Waze vira "campo de batalha" em SP

Discussões entre motoristas invadiram o aplicativo que dá as condições de trânsito a partir de informações de seus usuários


Região do Morumbi foi dominada por conversas com o tema "Fora Dilma" Foto: Reprodução
Região do Morumbi foi dominada por conversas com o tema "Fora Dilma"


O Waze, aplicativo de GPS que dá as condições de trânsito a partir de dados de usuários, virou palco de discussão política nesta sexta-feira com o aumento do número de motoristas se manifestando pela ferramenta contra - e a favor - da presidente Dilma Rousseff. O fenômeno ocorre em São Paulo, sobretudo nos bairros mais nobres e empresariais. Áreas como da avenida Engenheiro Luís Carlos Berrini, Jardins e Morumbi foram dominadas por bate-papos sobre o protesto do próximo domingo.
Assim como os manifestantes anti-Dilma se pronunciaram, as pessoas pró-governo também se fizeram ouvir, o que, em alguns casos, gerou discussões acaloradas no bate-papo entre motoristas.
Outro motorista criticou o "xororô" via GPS Foto: Waze / Reprodução
Outro motorista criticou o "xororô" via GPS
Ofensas continuaram em outras conversas Foto: Waze / Reprodução
Ofensas continuaram em outras conversas
Região da Assembleia Legislativa também tinha vários comentários Foto: Waze / Reprodução
Região da Assembleia Legislativa também tinha vários comentários
Ofensas trocadas entre simpatizantes e opositores da presidente Dilma Foto: Waze / Reprodução
Ofensas trocadas entre simpatizantes e opositores da presidente Dilma
Outro fato que chamou a atenção foi a alta concentração de motoristas pedindo a queda de Dilma Rousseff (PT) na região da rua Manoel da Nóbrega, no Ibirapuera. Local tanto da Assembleia Legislativa de São Paulo como do Quartel General do II Exército.
Ofensas trocadas entre simpatizantes e opositores da presidente Dilma Foto: Waze / Reprodução
Ofensas trocadas entre simpatizantes e opositores da presidente Dilma
Em pontos mais afastados do centro, como a zona leste e zona norte, o silêncio reinou absoluto e, às 11h desta sexta, nenhum comentário sobre política havia era encontrado.
Na zona leste, nenhum motorista se manifestou sobre o assunto Foto: Waze / Reprodução
Na zona leste, nenhum motorista se manifestou sobre o assunto

quinta-feira, 12 de março de 2015

"Protestos" contra Dilma chegam ao Waze e fóruns de videogame



A cena: meio da manhã de quinta-feira, e uma pessoa na Rua Oscar Freire saca o celular, abre o Waze e escreve: “Fora Dilma”. Seria fácil fazer troça do cidadão, e dizer que o Waze agora é a nova “varanda gourmet”. Poderia aqui criar aquele cenário de briga de classes, que é a elite querendo o impeachmentou o que seja. Afinal, se a pessoa tem carro, smartphone e Waze, ela deve estar em um estrato mais alto da sociedade.
Mas a coisa é um pouco mais complicada. Passeando pelos balões de conversa do app, avistei “manifestações” em São Bernardo, berço político do PT. E a favor e contra Dilma, perto do Centro. As ruas serão palco de confrontos (esperamos que apenas) ideológicos nos próximos dias. Enquanto as pessoas não marcham à pé pelas suas causas, o fazem dentro do carro, esperando o semáforo abrir.
É claro que, com um punhado de balõezinhos, não dá pra configurar uma “onda de protestos” no Waze. Mas essas micromanifestações mostram não uma briga de classes, como algumas pessoas que gostam de simplificações adorariam. Mas sim, que a discussão política tomou conta de absolutamente todos os cantos do país, e por consequência da “internet”, mesmo em lugares que claramente não foram pensados para esse tipo de conversa. Pegue o Fórum UOL Jogos, o maior lugar para se discutir videogames do Brasil. No tópico sobre o Petrolão há, no momento em que escrevo, 4.325 páginas de conversas, mais de 1 milhão de visualizações. Significativamente mais do que qualquer discussão de jogo recente.
E eu vejo isso aqui também. Este é um blog (primordialmente) sobre tecnologia, mas mesmo assim há vários posts em que a discussão política, normalmente em forma de “fora Dilma” e coisas parecidas, dominam a pauta, mesmo que o assunto não tenha, a princípio, qualquer coisa a ver.
E, não que minha opinião valha de algo, também acho que há 850 mil motivos para criticá-la, ir para a rua e achar que a última campanha do PT foi das coisas mais terríveis para a democracia em muitos anos. Dentro dos limites de civilidade, apoio todos os protestos.
Mas toda vez que vejo manifestações eu me pergunto qual é o sentido. Alguém arregimenta mais gente para a causa? Alguém chega ao fim de um post sobre o novo Apple Watch querendo ver manifestações contra o governo, ou querendo entender porque a culpa é do PT para o dólar estar nas alturas? Ou em vídeos de humor no Youtube? Especialmente quando são pessoas estranhas, atrás de nicks esquisitos, protestando?
São perguntas retóricas. A resposta, pra mim, é não. E, veja, não sou dessas pessoas que acha que revolução só se faz mesmo “Indo pra rua”, ou que simplifica tudo com o “é só votar bem”, quando a gente sabe que o sistema deixa o indivíduo com muito pouco poder frente a uma população sem educação política. A questão é que não há diálogo, só gritaria, cheia de bordões, frases de efeito, mas sem qualquer efeito prático.
Será que é possível não apenas “discutir política” em fóruns anônimos, mas fazer pessoas mudarem de opinião, arregimentar mais gente para a causa? Será que há lugares melhores que os outros na rede para fazer alguma mudança política de fato? São perguntas honestas. Eu efetivamente não sei. Mas tendo a acreditar que o Waze não é o melhor lugar para se começar uma revolução.

domingo, 8 de março de 2015

Indonésios flagram criatura bizarra em plantação; Veja o vídeo



Vídeo do animal soma mais de 4 milhões de visualizações no YouTube. Na gravação, criatura sem pelos aparece se arrastando lentamente

Trabalhadores indonésios se depararam com uma criatura bizarra que rastejava em uma plantação em Sarawak, na ilha de Bornéu.
Um vídeo do animal foi publicado no dia 30 de janeiro no YouTube e alcançou mais de 4 milhões de visualizações.
Na gravação, a criatura sem pelos aparece se arrastando lentamente.
“Nós ficamos chocados. Nenhum de nós jamais tinha visto tal coisa”, afirmou um dos trabalhadores.